Voluntários deixam compras pagas a quem tem dificuldades

Iniciativa "Compras Suspensas" consiste em deixar crédito em negócio local
0
393

Um grupo informal de voluntariado da Covilhã lançou a iniciativa “Compras Suspensas”, que visa ajudar a pagar compras àqueles que perderam rendimentos e que possam estar a passar dificuldades face à pandemia covid-19.

“As ‘compras suspensas’ consistem em deixar um valor creditado num negócio local. Esse valor será depois atribuído a pessoas que estejam neste momento em dificuldades, dando a oportunidade ao/à destinatário/a de decidir e adquirir o que necessita”, explicam os dinamizadores da iniciativa, com comunicado.

A acção está a ser promovida por voluntários que constituíram o grupo “Vai Passar” com vista a criar uma plataforma de apoio para os que mais precisam e que também funciona como um meio para aqueles que querem ajudar. O conceito seguido é inspirado num movimento que teve origem em Itália e em que alguém deixa um café pago para quem o não possa pagar, sendo que o “Compras Suspensas” visa cabazes de produtos a adquirir no comércio local, nomeadamente em mercearias, talhos, frutarias, minimercados, entre outras.

Segundo o grupo, será disponibilizada uma rede de estabelecimentos parceiros onde cada pessoa poderá ir e deixar um valor pago que será depois usado para fazer compras por aqueles que mais precisam e que tenham sido identificados no âmbito desta rede. Quem fizer o donativo receberá um comprovativo com o valor, sendo que o duplicado é encaminhado para o grupo de modo a que se possa gerir o valor disponível em função das necessidades mais prementes.

(Notícia completa na edição papel)

Deixe um comentário