ULS da Guarda abre concurso para directores

0
67

A Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda anunciou ontem que decidiu proceder à abertura de processos de recrutamento para directores de serviço das áreas não médicas, dando “possibilidade de manifestação de interesse individual” a todos os profissionais. Em comunicado, a ULS da Guarda, presidida por Isabel Coelho, indica que tomou a decisão “face às recentes notícias veiculadas pela comunicação social no que respeita à tramitação que vinha sendo adoptada para nomeação de directores de serviço para as áreas não médicas e face às dúvidas subsistentes”.

Segundo a nota, após pedido de esclarecimento à Administração Central do Sistema de Saúde, o Conselho de Administração (CA), “numa postura de prudência, tendo em vista sanar qualquer irregularidade que pudesse vir a ser apontada à nomeação dos directores de serviço, coordenadores de unidade e responsáveis de gabinete”, deliberou proceder “à abertura de processos de recrutamento para os referidos cargos, dando possibilidade de manifestação de interesse individual, de todos os profissionais que assim o desejem”.

Fonte da ULS/Guarda adianta que a medida abrange 18 cargos para chefia de serviços de apoio à gestão daquela unidade, como informática, serviço social, comunicação, recursos humanos e financeiros, entre outros. A nota adianta que a deliberação do CA “implicará proceder à rescisão dos contratos de comissão de serviço dos actuais directores/coordenadores/responsáveis, respeitando o pré-aviso previsto nos referidos contratos e na lei geral, e a celebração de novos contratos de comissão de serviço, em função do resultado dos referidos processos de selecção”.

Para comunicar a decisão, o CA convocou uma reunião com os actuais elementos de chefia, “dando conta do contexto da mesma, da deliberação tomada e explicitação do processo que irá ser desencadeado”, lê-se.

A ULS da Guarda gere os hospitais da Guarda (Sousa Martins) e de Seia (Nossa Senhora da Assunção), e também 12 centros de saúde e duas unidades de saúde familiar (A Ribeirinha, na cidade da Guarda e a “Mimar Mêda”, na cidade de Mêda), abrangendo cerca de 142 mil habitantes.

Deixe um comentário