UBI mantém residências e cantinas abertas

Objectivo é apoiar alunos que não podem voltar aos seus locais de origem
0
138

A Universidade da Beira Interior (UBI) vai manter abertas as residências universitárias, onde estão alojados 303 estudantes de 26 países, diz a instituição de Ensino Superior em comunicado.

A UBI adianta que os países mais representados são Angola (118), Brasil (84) e Equador (22), havendo igualmente 17 portugueses.

“Apesar da suspensão das actividades lectivas e do encerramento de um conjunto de serviços no âmbito das medidas de combate à propagação da COVID-19, as residências mantêm o funcionamento adequado para a instalação dos estudantes que não podem regressar às suas zonas de origem” frisa a universidade, que diz ainda que para responder às necessidades destes alunos, “e de mais algumas centenas de estudantes estrangeiros que vivem fora das residências universitárias”, os Serviços de Ação Social da UBI (SASUBI) reabriram a Cantina de Santo António aos sábados e domingos. “Esta cantina, situada junto ao maior conjunto de residências da UBI, mantém-se aberta todos os dias (incluindo fins-de-semana e feriados) ao almoço no horário habitual (12h00 às 14h00). Será adoptado o regime de serviço takeaway para o jantar, que deve ser levantado no mesmo período de funcionamento: 12h00 – 14h00” explica a UBI.

Os estudantes alojados na Residência Pedro Álvares Cabral (PAC), próxima da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, “passam a ter disponíveis refeições através de takeaway na recepção da Residência. O pagamento só pode ser feito com cartão da UBI ou através de senhas a adquirir no mesmo local.”

Os SASUBI referem que as medidas poderão ser ajustadas em qualquer momento, atendendo às orientações das autoridades nacionais e internacionais de saúde e às medidas previstas no Plano de Contingência da UBI.

Alertam ainda para a necessidade de lavar com frequência as mãos de acordo com as indicações disponibilizadas.

 

 

Deixe um comentário