Rede de voluntariado prepara-se para ajudar quem precisa

Plataforma digital está a reunir pessoas para fazer recados urgentes a população de risco
0
318

Divulgam a agenda cultural da Beira Interior e programas turísticos. Numa altura em que a sua actividade deixou de fazer sentido, por o importante ser passar a mensagem de as pessoas ficarem em casa e evitarem aglomerados, a plataforma digital “Aqui Há Beira!” está a aproveitar o seu alcance para criar uma rede de prestação de serviços gratuitos durante o período em que durar o período de isolamento social, para conter a pandemia do Covid-19.

O projecto tem como alvo a população de risco e pretende aviar recados urgentes, como idas à farmácia ou às compras, mas está também a estudar a forma de dar resposta a pais, especialmente famílias monoparentais, que não tenham com quem deixar os filhos durante algumas horas.

No primeiro dia, na sexta-feira, a plataforma foi contactada por dez pessoas, mas até à última segunda-feira, 16, eram já 20 os voluntários e começaram também a surgir interessados de outras zonas do País, o que fez o grupo pensar em avançar para a possibilidade de fazer acompanhamento telefónico a pessoas em situação de isolamento. Nesse sentido, estão a ser contactadas juntas de freguesia da Cova da Beira para que sinalizem pessoas que tenham, desta forma, com quem ir falando ao longo do período em que devem evitar o contacto social presencial.

Ao NC, Elisa Bogalheiro, directora da “Aqui Há Beira!” e uma das mentoras da iniciativa, frisa que a ideia é disponibilizarem-se para ajudar numa região do País onde “existe uma elevada taxa de envelhecimento da população”.

(Notícia completa na edição papel)

Deixe um comentário