Quatro eixos para o futuro da Liga dos Servos de Jesus

Nova coordenadora, Irene dos Santos Fonseca, tomou posse na passada segunda-feira, 5, no Outeiro de São Miguel
0
61

Quatro eixos que deseja ver cumpridos para o futuro da Liga dos Servos de Jesus. Foi isto que a nova coordenadora da mesma, Irene dos Santos Fonseca, apontou na passada segunda-feira, 5, na sua tomada de posse enquanto responsável da Liga, que decorreu no Outeiro de São Miguel, na Guarda.

Na cerimónia, em que na celebração participaram quatro bispos e uma dezena de padres, a irmã Irene disse que deseja realizar quatro pontos para o futuro, que passam pelo cuidar das comunidades de irmãs mais envelhecidas, promover uma pastoral vocacional muito ligada aos padres da Diocese, fazer crescer a necessidade de um testemunho cristão verdadeiro de todos os servos e começar já a preparar os 100 anos da Liga, que se celebram em 2024.

Irene dos Santos Fonseca tinha sido eleita na Guarda, há algumas semanas atrás, em Assembleia Geral, tendo sido ainda escolhidos para membros do conselho Maria do Carmo Dinis da Fonseca, Maria José Couto Matos, Albertina André e Maria Ascensão Pires dos Santos.

Em 2024, a Liga dos Servos de Jesus, fundada pelo venerável D João de Oliveira Matos, celebra o primeiro centenário da sua fundação. Actualmente, a Liga dos Servos de Jesus tem casas na Guarda, Covilhã, Ruvina, Celorico da Beira, Rochoso, Fátima, Orca (Fundão), Cerdeira, Manteigas, Fundão, São Romão, e Kilenda (Angola).

Deixe um comentário