Professores exigem desculpas de Dias Rocha

Em causa declarações do autarca na última Assembleia Municipal
0
535

O Sindicato de Professores da Região Centro, em comunicado, reclama “o que deveria ser um pedido de desculpas, em primeiro lugar, aos docentes do concelho de Belmonte”, por parte do presidente da Câmara de Belmonte, António Dias Rocha, devido às declarações efectuadas na última Assembleia Municipal, acerca de um abaixo-assinado dos docentes contra a municipalização do sector da educação. “A não ser que o presidente da Câmara prefira ficar no galho que escolheu, o da má-educação” frisa o Sindicato.

O tema foi levado à reunião pelo deputado da CDU, José Alberto Gonçalves, que revelou existir um abaixo-assinado já subscrito por 58 professores do Agrupamento de Escolas Pedro Álvares Cabral contra a aceitação destas competências por parte da autarquia. “Será que estes senhores professores conhecem o processo de descentralização? E acham que isto volta atrás? Eu acho que não” disse o autarca belmontense, que frisou “não ter medo de sindicatos” e que estes fossem “gozar com a família deles”. O autarca disse ter ficado “escandalizado” por 58 terem subscrito o abaixo-assinado, lembrando que a área de intervenção da Câmara é o pessoal auxiliar e os edifícios. “Nós não vamos mandar nos professores. Não me chamem estúpido. Não se atrevam a vir-me chamar nomes, que lhes respondo à letra” disse, revelando, contudo, “preocupação” com o processo de descentralização. “É claro que tenho, mas não terei se houver devido acompanhamento financeiro” assegurou.

Agora, a direcção distrital do Sindicato diz ter ficado estupefacta com as declarações de Dias Rocha, que utilizou termos “impróprios de um autarca que deve respeito a quem trabalha no concelho e indignos de quem assume aquele cargo.” Acusando o autarca de “ignorar o papel e a responsabilidade que cabe aos sindicatos, neste caso ao Sindicato dos Professores da Região Centro, num quadro democrático, presumindo-se, ainda assim, que não ignora que estamos em democracia.”

 

(Notícia completa na edição papel)

Deixe um comentário