PCP alerta para prédios que são “ameaça” no Centro Histórico

Partido Comunista pede à Câmara Municipal que tome rapidamente medidas, face ao risco de derrocada.
0
290

No Centro Histórico da Covilhã, em concreto na rua Alexandre Herculano, há prédios, em estado de degradação e ruína, que constituem “uma ameaça à salubridade e à segurança de pessoas e bens.” A denúncia é feita pelos eleitos do PCP na Assembleia Municipal da Covilhã, num requerimento enviado ao presidente do órgão, João Casteleiro, em que mostram preocupação pelo risco de derrocada.

O prédio em causa, localizado perto da sede do PCP, segundo o partido, pertence à autarquia, “o que torna tudo ainda pior, sem que conheça qualquer evolução na resolução deste problema”. O PCP mostra-se preocupado com a situação e questiona se já foi realizada uma avaliação de risco pela câmara nos prédios em causa, qual o resultado, e que medidas vai a autarquia implementar para resolver o problema.

Os comunistas recordam que a situação “perdura há anos e ganha mais acuidade face à chegada do Inverno”, frisando que “tem sido recorrentemente denunciada por quem ali vive e ou trabalha”, exigindo uma intervenção urgente.

O PCP exige à autarquia que adopte “rapidamente todas as medidas necessárias e indispensáveis para, em primeiro lugar, garantir a saúde e a segurança de todos os que ali vivem e transitam, e em segundo, para proceder à requalificação daquela que é uma das nossas salas de visita, mas que, no actual estado, nos envergonha como anfitriões”, descreve no documento.

Deixe um comentário