Padre Carlos Sousa é o novo vigário para o clero

0
611

Foi durante o dia do Clero que D. Manuel Felício promulgou a carta de nomeação, com efeitos imediatos, do novo Vigário para o Clero da Diocese da Guarda: o padre Carlos Dionísio de Sousa.

No documento de nomeação, o Bispo da Guarda define que a missão do Vigário Episcopal para o Clero passa por “trabalhar sempre em estreita colaboração com o Bispo Diocesano”. Entre os sacerdotes de uma diocese, o vigário para o clero é um cargo cuja responsabilidade parte do bispo que escolhe um dos seus presbíteros para lhe atribuir a missão de promover a comunhão entre os sacerdotes e diáconos, preocupando-se com a sua formação permanente, assim como conhecer a situação de cada um dos padres para fazer entre eles e o bispo uma ponte.

Depois da nomeação de D. António Luciano como Bispo de Viseu, a Diocese da Guarda carecia de quem exercesse este serviço. Por isso, D. Manuel atribuiu agora ao padre Carlos Manuel Dionísio de Sousa, anual de Orjais.

O novo Vigário para o clero foi ordenado, por D. António dos Santos, no ano de 1993. Tendo passado o seu trabalho por variados lugares como o arciprestado de Trancoso, o arciprestado do Fundão, o Seminário Maior da Guarda, com funções de Vice-Reitor, o estabelecimento prisional da Guarda, como seu capelão e a cidade da Covilhã, enquanto pároco de S. Martinho, Boidobra e Peso. Desde 2017 que se encontra ao serviço do arciprestado de Seia, tendo ao seu cuidado as paróquias de Santiago, Carragosela, Sandomil, Vila Cova e S. Gião.

Deixe um comentário