Há cinco interessados na Torre de Santo António

O presidente da Câmara da Covilhã adianta haver quatro empresas que querem converter o prédio em quartos ou residências para estudantes, para além de um empresário hoteleiro interessado no imóvel para esse ramo
0
199

Existem quatro empresas, entre as quais uma alemã, interessadas na aquisição da Torre de Santo António, na Covilhã, com o intuito de destinar o imóvel a quartos ou residências para estudantes. A informação foi adiantada, na Assembleia Municipal da última sexta-feira, 6, por Vítor Pereira, o presidente da Câmara Municipal, que acrescentou existir também “um hoteleiro” que manifestou interesse em comprar o espaço para essa área de negócio.

“Falta de interessados não existem”, disse Vítor Pereira. O autarca covilhanense revelou ter, ele próprio, mediado uma reunião, na Covilhã, entre Fernando Santo, administrador do Montepio, a responsável pelo património da entidade bancária e investidores.

O edil sublinha não gostar “daquela arquitectura”, que “desfeia a nossa serra, a nossa cidade”, mas entende que “para o bem e para o mal ela já faz parte da nossa paisagem”. “Já entranhámos, já a assimilámos, de tal forma que acho que os covilhanenses já estranhariam se ela lá não estivesse”, salienta.

Na óptica de Vítor Pereira a torre “deve ter um destino que seja a benefício da nossa economia, do desenvolvimento, da injecção de mais capital, de construção”.

(Notícia completa na edição papel)

Deixe um comentário