Gilberto: o leão inegociável

Médio é o jogador mais utilizado pelos “leões da serra”
0
47

Quando era criança e, em Santa Eufémia (Guimarães), fazia dos portões dos vizinhos e de pedras em descampados balizas, ou quando a mãe o repreendia porque em vez de aviar as compras se distraía a jogar na rua, Gilberto Silva sabia que jogar à bola era o que mais gostava de fazer, mas estava longe de imaginar que um dia iria partilhar o balneário com campeões do Boavista ou que iria chegar à desconhecida Covilhã para se tornar o jogador mais utilizado do clube.

O médio do Sporting da Covilhã, onde sempre alinhou na II Liga de futebol, completou na última jornada, frente à Académica, 300 jogos pelo emblema serrano e é o jogador mais utilizado de sempre pelos “leões da serra”.

Há sete épocas na Covilhã, o vimaranense de 32 anos, formado no Boavista, contabiliza 256 encontros na II Liga, 28 na Taça da Liga e 16 na Taça de Portugal, tendo ultrapassado o número de jogos de nomes históricos do clube, que na época disputavam menos encontros em cada temporada, quando os campeonatos tinham menos equipas. Na lista seguem-se Edgar (271) e João Carlos (222), Carlos Ferreira (195) e Pedro Martín (192).

Quando chegou à Covilhã, do Oliveira de Frades (III Divisão), apenas conhecia o Complexo Desportivo. À Covilhã associava o frio e, quando chegou, no Verão, surpreendeu-o o calor abrasador e as amplitudes térmicas. Hoje sente-se “parte do clube, da cidade”, tal como “feliz e realizado” no emblema serrano.

(Reportagem completa na edição papel)

Deixe um comentário