Francisco Mota avança para quinto mandato no Oriental

Eleições são dia 29
0
325

Francisco Mota, presidente do Oriental de São Martinho, é candidato a um quinto mandato na Assembleia Geral Eleitoral que se realiza em 29 de Junho, depois de ter sido adiada, em Março, devido à pandemia da covid-19.

Embora se afirme defensor da renovação, e por isso tenha saído após os primeiros dois mandatos à frente da emblemática colectividade covilhanense, actualmente com mais de 700 sócios, o dirigente avança novamente para eleições por haver “coisas que gostava de deixar feitas”.

“Gostava de fechar alguns assuntos pendentes e que estão para breve”, diz, ao NC, o também encenador da agremiação.

A legalização da sede é um dos dossiers que espera encerrar e tem previstas obras nas instalações. A renovação do pavilhão desportivo está no horizonte, tal como uma nova esplanada no bar.

A recuperação de uma casa contígua ao Oriental, propriedade da associação, é outro dos objectivos da equipa liderada por Francisco Mota.

“Gostávamos de começar a fazer alguma coisa ali. Vamos abrir a discussão aos sócios para decidir o que devemos fazer ali, numa casa que é grande e que precisa de intervenção”, realça o presidente do Oriental de São Martinho, a histórica colectividade, muito frequentada por estudantes, dada a proximidade à Universidade da Beira Interior.

Na lista que se apresenta a eleições há três rostos que se mantêm na direcção e duas mudanças. “Há uma renovação da equipa”, informa Francisco Mota. Também na presidência da Assembleia Geral há alterações, decorrente da “vida normal das associações”, de dirigentes que vão “dar a vez a outras pessoas”.

O presidente do Oriental apresenta-se a sufrágio com a perspectiva de deixar um legado que possa ser continuado. “Na minha cabeça será o último mandato”, salienta Francisco Mota, que acrescenta não existirem “insubstituíveis” e quer “deixar a semente do teatro musical para, no dia em que sair, outros possam dar continuidade ao projecto.

(Notícia completa na edição papel)

Deixe um comentário