Feira de pão só com um padeiro

Iniciativa decorreu no Colmeal da Torre
0
68

Houve gente. Animação. Na noite de sábado, o adro da igreja, no Colmeal da Torre, esteve cheio. Mas faltaram aqueles que dão nome ao certame, e aos quais o mesmo é dedicado: os padeiros. A sexta edição da Feira do Pão, em Colmeal da Torre, organizada pela União de Freguesias no passado fim-de-semana, contou com 22 expositores, mas ao contrário de outros anos, aqueles a quem a autarquia queria homenagear com esta festa, não compareceram: os padeiros. Apenas a Padaria Belmontense, sediada na vila de Belmonte, que pertence a dois padeiros do Colmeal, esteve presente.

“Infelizmente só tivemos uma padaria. Mas é melhor uma que não vir nenhuma. Se calhar, temos que colocar outro nome à feira, mas não devemos acabar com ela, pois dá movimento ao Colmeal da Torre” frisa o presidente da União de Freguesias, Hugo Adolfo. Que diz que continuar com o certame era um dos desejos de José Mariano, o presidente anterior, que suspendeu funções durante seis meses. “Foi um pedido dele, o de continuar com ela, e por isso cá estamos” frisa o agora sucessor. Este ano, a autarquia optou por reduzir o espaço, concentrando mais os expositores, o que agradou à população.

Deixe um comentário