Do Tortosendo para as escolas do País

O projecto Reflexos pretende dar a conhecer a história e cultura ciganas através de material pedagógico a utilizar na sala de aula
0
495

É para ajudar a desconstruir ideias distorcidas, contribuir para tornar mais nítida a forma como as crianças e os jovens ciganos olham para a escola e como a comunidade escolar pode dar a conhecer as particularidades da cultura cigana que a Coolabora elaborou fichas de actividades, multidisciplinares, com o intuito de serem disseminadas por todo o país.

O projecto foi totalmente concebido no Tortosendo, com a colaboração de consultores da comunidade cigana e testado em quatro turmas, do 5.º e 6.º anos, da Escola Básica da vila. Em função da reacção obtida e de dúvidas levantadas pelos alunos, os materiais pedagógicos foram sendo adaptados e optimizados.

A ideia é que os alunos ciganos tenham a oportunidade de dar a conhecer a sua cultura e história, enquanto são leccionadas as matérias escolares, para que se sintam mais incluídos.

“Nem a comunidade cigana tem uma ideia muito correcta da escola, nem a escola tem uma ideia muito correcta das comunidades ciganas. Esta relação é baseada em reflexos um bocado dúbios e nós queríamos tornar mais nítida a imagem que a escola tem dos ciganos e a imagem que os ciganos têm da escola”, explica Rosa Carreira, a coordenadora do projecto Reflexos, financiado pelo Alto Comissariado para as Migrações.

(Reportagem completa na edição papel)

Deixe um comentário