Dias Rocha não se recandidata à Rede de Judiarias

Autarca reconhece que caso "Marco Baptista" pesou na decisão
0
884

O presidente da Câmara de Belmonte, António Dias Rocha, que ainda é o presidente da direcção da Rede de Judiarias de Portugal, reafirmou na passada quinta-feira, 19, na reunião do executivo, a intenção de não se recandidatar ao cargo. E admitiu que o caso de desvio de verbas por parte do ex-consultor da Rede, Marco Baptista, pesou na decisão. “Há em mim um desalento grande pelo que aconteceu” reconhece o autarca, que contudo, elogia o trabalho de Baptista. “ Fez um trabalho excepcional. É um marco no programa EEA Grants, no que toca à sua concretização. Talvez isso também tenha contribuído para o desgaste que diz que sentiu. E para o que fez e não devia ter feito. Mas como homem assumiu” frisa.

Dias Rocha acrescenta que Rede cresceu “rápido demais”, tem “municípios a mais”, lembra a existência de um programa que permitiu obras físicas “em quase todos os municípios” mas agora “já não há candidaturas”. E os municípios “querem à viva força que a Rede consiga financiamentos” diz, lembrando que cada um deles paga 1500 euros por ano, “que quase não dá para pagar os funcionários”. Por isso, diz-se “convicto” de que “enquanto eu lá estiver eles não querem mudar as coisas. Por isso, é bom que saia” assegura.

(Notícia completa na edição papel)

Deixe um comentário