Cova da Beira entrega relatório dos prejuízos à ministra

Vítor Pereira diz que a margem sul do Zêzere e a zona sul do concelho foram as mais afectadas na Covilhã
0
116

Os municípios da Covilhã, Fundão e Belmonte fizeram um levantamento dos prejuízos na Cova da Beira para entregarem num dossier conjunto, no último sábado, 7, à ministra da Agricultura, durante um encontro com autarcas para analisar as medidas de apoio aos agricultores prejudicados pela intempérie que no dia 31 de Maio destruiu a maioria das culturas.

A informação foi adiantada por Vítor Pereira, presidente da autarquia covilhanense, na reunião pública de sexta-feira, 5, depois de questionado por Adolfo Mesquita Nunes, do CDS, sobre o que estava previsto nesta matéria. “Mandei fazer um levantamento, que está a ser ultimado, em termos de projeção de números”, informou o presidente da Câmara da Covilhã, que acrescentou ter conversado com os homólogos do Fundão e Belmonte para apresentar números globais, de forma a ser “mais impressionante e ilustrativo desta intempérie”. Segundo Vítor Pereira, a maior parte dos danos provocados pela tempestade registou-se na margem sul do Zêzere e na zona sul do concelho.

Tutela promete medidas imediatas

No encontro de sábado, 6, realizado em Moimenta da Beira, a ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, prometeu estudar medidas, “algumas imediatas”, para fazer face aos prejuízos causados pelo granizo nas regiões Douro Sul e Cova da Beira. “Apresentámos um conjunto de medidas que se divide em duas partes. A primeira parte de medidas imediatas para fazer face ao prejuízo e estamos a estudar a possibilidade de criar uma linha de crédito de apoio à tesouraria ao fundo de maneio”, adiantou a governante, à Lusa.

(Notícia completa na edição papel)

Deixe um comentário