Cinco localidades da Corda do Rio vão ter apoio domiciliário multidisciplinar

Projecto Cuidar em Casa vai ser experimental durante um ano
1
519

Pessoas que tenham uma vida autónoma, mas que vivam sozinhas, vão beneficiar de um projecto experimental que pretende levar uma equipa multidisciplinar de apoio a cinco localidades da chamada corda do rio: Vales do Rio, Peso, Dominguizo, Coutada e Barco. A intenção é após um ano unir esforços entre juntas de freguesia e instituições para que esse serviço possa complementar o apoio domiciliário actualmente prestado.

A partir de Janeiro, 50 seniores que moram isolados, sinalizados pela GNR, dez em cada localidade, vão passar a ser visitados por um enfermeiro, um animador, um fisioterapeuta, um psicólogo e um coordenador. Os técnicos vão passar um a dois dias por semana em cada umas das terras da corda do rio.

O projecto Cuidar em Casa resulta de uma candidatura feita pelo Centro Social Comunitário do Peso no valor global de 67 mil euros, comparticipados em quase 36 mil euros pelo BPI Fundação La Caja Rural 2020 e, segundo Rui Amaro, o presidente da instituição, trata-se de uma actuação inovadora, que espera vir a “mudar a realidade do serviço de apoio domiciliário”.

A ideia estava a ser trabalhada há um ano no Centro Social do Peso e resulta “de uma constatação feita às necessidades, no terreno”. Nesta primeira fase serão escolhidas pessoas autónomas, que conseguem fazer a sua vida normal, mas que podem melhorar a qualidade de vida e mitigar o isolamento com estas visitas de técnicos especializados.

(Notícia completa na edição papel)

1 comment

Deixe um comentário