Ciclovias para corrigir sem mais custos

Autarquia diz existirem "erros profundos" e responsabiliza empreiteiro
0
143

As ciclovias da cidade vão ser “corrigidas” por na sua execução terem sido cometidos “erros profundos”, informou Serra dos Reis, no final da reunião privada da Câmara da Covilhã da passada sexta-feira, 7. Segundo Jorge Gomes, vereador com o pelouro das Obras, a responsabilidade é do empreiteiro, que fez “uma péssima leitura do projecto” e por isso vai suportar os custos adicionais dos trabalhos, que os eleitos socialistas garantem não representarem mais qualquer encargo para o município.

As obras começam assim que as condições atmosféricas sejam favoráveis e vão demorar entre 30 a 45 dias após o início. Serra dos Reis, presidente em exercício na última sessão camarária, acredita que até Abril ou Maio o problema esteja resolvido, para as bicicletas começarem a circular quando estiver implementado o plano de mobilidade da Covilhã, o que se prevê que aconteça no final do Verão.

De acordo com Serra dos Reis, todos os “erros técnicos” detectados, que atribui ao empreiteiro, “serão corrigidos”. “Em termos de custos nada vai afectar o que estava previsto. Até agora não pagámos nada dos trabalhos feitos. As entidades que cometeram os erros vão ter de assumir essa responsabilidade”, salienta o vereador.

(Notícia completa na edição papel)

Deixe um comentário