Câmara diz-se preparada para enfrentar pandemia

0
625

A Covilhã está preparada para fazer face às exigências da pandemia, caso o cenário se agrave, garantiu o presidente do município, Vítor Pereira, na reunião pública da autarquia de sexta-feira, 20, quando questionado por Adolfo Mesquita Nunes, do CDS, sobre os meios disponíveis para mitigar a disseminação do novo coronavírus.

Segundo o presidente, há 197 camas de rectaguarda, 42 quartos individuais, com casa de banho, “para que estejam em segurança todos quantos não tiverem possibilidade, do ponto de vista de acolhimento em instituições de solidariedade social ou na pessoa própria residência”, e 30 camas disponíveis numa unidade hoteleira, caso seja necessário accionar para receber profissionais de saúde.

Vítor Pereira considera que as observações do eleito do CDS de que eventualmente poderia existir uma desproporção na reacção da autarquia da primeira em relação à segunda vaga da covid-19 se devem “mais a um problema de percepção do que de realidade”, por no início tudo o que era feito ter sido mais notado, mas assegura que a estrutura está agora “mais afinada”.

Agora, que em termos operacionais se criou “uma rotina”, “as coisas notam-se menos”.

“Temos salvaguardadas todas e quaisquer possibilidades de acolher na retaguarda os nossos concidadãos que tenham a necessidade de ter este acolhimento”, vinca Vítor Pereira, que pede o problema seja tratado “a montante”, através da prevenção, para que os hospitais não fiquem sobrecarregados.

(Notícia completa na edição papel)

Deixe um comentário