Bispo faz apelo à oração

D. Manuel pede união aos fiéis na oração em rede, devido ao coronavírus
0
49

Diante da pandemia que o mundo vive, o Bispo da Guarda pediu, por intermédio de um email enviado a todos os sacerdotes, na segunda-feira, 23, “que a nossa Diocese esteja unida pela de oração em rede”.

Manuel Felício recordou aos sacerdotes a necessidade de que a “proximidade às pessoas se possa manter e se necessário reforçada”. E por isso, sugeriu que se fizesse chegar a informação aos diocesanos, sobretudo para os dois momentos de oração nacional e universal que a Igreja católica está a promover.

O primeiro desses momentos, programado para a manhã de ontem, 25, foi convocado pelo Papa Francisco que pediu que, ao meio dia (11h00 em Portugal) todos se unissem em oração, “recitando o Pai-Nosso e pedindo a proteção divina nestes tempos de pandemia”.

O segundo momento aconteceu nesse mesmo dia, em que a Igreja celebra a solenidade da anunciação do Senhor (9 meses antes do Natal) e convocado pela Conferência Episcopal Portuguesa (CEP). Os Bispos portugueses chamaram os católicos portugueses para acompanhar, através das redes sociais e meios digitais, a oração do Rosário, presidida pelo Cardeal D. António Marto, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário, em Fátima. Nesse mesmo momento, o vice presidente da CEP, procedeu à consagração de Portugal ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria.

No comunicado, D. Manuel Felício pediu ainda que “rezemos pelos trinta sacerdotes que na Itália já faleceram vítimas da pandemia”.

Deixe um comentário