Baleado quando ia trabalhar

Operário de 30 anos, que trabalhava nas obras da Linha da Beira Baixa, levou um tiro nas costas numa tentativa de roubo, em Caria
0
428

Não demorou muito a detenção do principal suspeito (36 anos) de ter cometido, na passada quarta-feira, 5, uma tentativa de homicídio em Caria. Ao que o NC apurou, o indivíduo, que residia na vila, foi detido pouco tempo depois pela GNR de Caria, após ter atingido com um tiro um operário, de 30 anos, que trabalhava nas obras da Linha da Beira Baixa, de origem indiana. “No seguimento de uma denúncia em que um homem teria sido atingido por um disparo, na sequência de um roubo, os militares deslocaram-se ao local onde conseguiram interceptar o suspeito” explica a GNR em comunicado.

Segundo Mauro Faustino, colega de trabalho da vítima, que entretanto teve que ser levada para o Hospital Pêro da Covilhã para se retirar a bala que se encontrava alojada nas costas, terá sido uma tentativa de roubo mal sucedida. “Tratou-se de um assalto. Entraram em briga e ele (homem atingido) teve que se defender” diz. Algo confirmado em comunicado pela GNR. “A vítima, de 30 anos, terá sido abordada pelo suspeito na via pública e tendo resistido à tentativa de roubo, o suspeito terá disparado a arma” afirma a GNR.

Ao que se sabe, o operário de 30 anos fazia o trajecto habitual, desde o centro da vila de Caria até à zona da ponte de São Sebastião, onde uma carrinha da sua empresa o deveria apanhar de modo a levá-lo para a zona de Maçaínhas, onde trabalhava nas obras de modernização da Linha da Beira Baixa. Porém, durante o percurso, e antes da ponte, terá sido abordado por um encapuzado que lhe tentou roubar alguns bens, como a carteira e a mochila. O homem terá resistido e acabou por ser baleado nas costas. O agressor fugiu e o indiano conseguiu ainda andar até um posto de combustível próximo, onde terá pedido ajuda. O amigo, Mário Faustino, veio ter com ele, tendo então chamado a GNR e activado o 112. O homem foi encaminhado com vida para o hospital, de modo a ser retirada a bala, apesar de estar fora de perigo. Um crime que ocorreu por volta das sete da manhã.

Entretanto, o suspeito de 36 anos foi entregue à PJ, que na sexta-feira adiantou que o indivíduo irá ficar em prisão preventiva.

(Notícia completa na edição papel)

Deixe um comentário