Ana Abrunhosa avisa que coesão começa com os que “cá estão”

Ministra diz que não adianta pedir verbas ao Governo se, nos territórios, as diversas instituições não forem unidas
0
237

“Pede-se ao Governo fundos, verbas, mas a primeira união que deve existir é nos territórios. A coesão é, em primeiro lugar, responsabilidade das instituições que cá estão”. Foi este o aviso deixado na passada sexta-feira, 6, pela ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, na sessão de abertura do primeiro workshop anual do C4- Centro de Competências em Cloud Computing, da UBI, que decorreu no UBImedical.

A governante lembrou os presentes que, se nas regiões, no território, no Interior, não houver união de esforços entre todos os intervenientes, “não adianta” pedir verbas ao Estado para o desenvolvimento do território. “Coesão significa união, partilha, trabalho em conjunto, o que às vezes é contra-natura” frisa Ana Abrunhosa.

(Notícia completa na edição papel)

Deixe um comentário