Aldeia de Trinta tem albergue para caminheiros de Santiago

Unidade de apoio ocupa parte de edifício doado por família de industriais à freguesia
0
64

A aldeia de Trinta, no concelho da Guarda, dispõe de uma unidade de alojamento e de apoio aos peregrinos que percorram o Caminho de Santiago pela Via de Portugal Nascente.

O Albergue de Peregrinos dos Trinta ocupa um dos pisos do edifício do Centro de Recursos Partilhados – Casa Tavares, que foi doado à freguesia por uma família de industriais. A estrutura de apoio aos peregrinos possui uma área de convívio, sala de refeições e cozinha, serviços de apoio (lavagem de roupa, casas de banho e zona de duches), dormitório em beliches (lotação máxima para 20 pessoas) e um pequeno logradouro, segundo o presidente da União de Freguesias de Corujeira e Trinta, Carlos Fonseca. O espaço está decorado com motivos relacionados com a indústria têxtil (mantas e cobertores) e com fotografias sobre a temática da lã e da pastorícia.

Segundo o autarca, o Albergue de Peregrinos é importante para a localidade que está integrada no projeCto das Aldeias de Montanha, por permitir acolher os caminheiros no percurso entre a vila de Belmonte e a cidade da Guarda. “O último albergue está localizado em Belmonte e, uma vez que os peregrinos entram [no concelho da Guarda] pela zona de Valhelhas, entre Belmonte e a Guarda, o albergue dos Trinta é o único que existe no percurso”, diz. A existência da unidade de alojamento na aldeia de Trinta “é uma forma de os visitantes terem um ponto de descanso e de ficarem algum tempo para conhecerem a zona”, acrescenta.

(Notícia completa na edição papel)

Deixe um comentário