Aí está a Volta a Portugal

Ciclistas passam amanhã na região, com subida à Torre
0
930

Já está na estrada, desde quarta-feira, 31 de Julho, a 81ª edição da Volta a Portugal em bicicleta, que este ano, após três de ausência, volta a ter a subida ao ponto mais alto de Portugal Continental, a Torre, amanhã, domingo, 4.

Uma etapa de 145 quilómetros, com saída na Pampilhosa da Serra, com os ciclistas a subirem à Torre, uma contagem de montanha de categoria especial, ascendendo pela Covilhã e pelas Penhas da Saúde.

Após a saída da Pampilhosa, na quarta etapa da prova, os ciclistas entram na região por Silvares, passam pelo Fundão, e entram no concelho da Covilhã por volta das 15 horas e 30, passando por localidades como o Dominguizo, Coutada, Barco, Paul, Erada, Unhais da Serra e Tortosendo, até chegar à Covilhã (16:42) onde se inicia a subida ao alto da Torre, onde a chegada está prevista para as 17 horas e 21 minutos.

Este sábado, a corrida também estará na região, na terceira etapa, com a também longa (194,1 quilómetros) ligação entre Santarém e Castelo Branco.

Em relação às equipas, destaque para a presença de cinco equipas continentais profissionais, com a portuguesa W52-FC Porto, dominadora das últimas edições, a ter a companhia das espanholas Caja Rural e Euskadi-Murias, da israelita Israel Cycling Academy e da francesa Arkea Samsic. De todo o modo, aos portistas falta nesta edição o vencedor do ano passado, Raúl Alarcón, que falha a Volta por lesão.

As equipas continentais portuguesas Sporting-Tavira, Aviludo-Louletano, Vito-Feirense-PNB, Efapel, Rádio Popular-Boavista, Miranda-Mortágua, LA Alumínios e Oliveirense-Inoutbuild também vão estar presentes. De entre estas, nomes a destacar, como o de Tiago Machado (Sporting) ou Joni Brandão (Efapel).

A completar o lote de equipas vão estar, igualmente do terceiro escalão, a espanhola Euskadi, a angolana Sicasal-Bai, a colombiana Team Medellín, a sul-africana Protouch, a irlandesa Evo Pro Racing e a suíça SRA.

Deixe um comentário