Director Fernando Brito | Fundado em 1913 | Assinatura | Contactos | Publicidade | Ficha Técnica
Entrar | Registe-se | Ajuda
Banner Topo Direita
O semanário mais antigo
do Distrito de Castelo Branco
tempo 18 ºC
Covilhã
Segunda-Feira, 23 de Abril
|
|
|
|
|
|
Subscrever RSS Feed RSS Feed
Onde estou? » Editorial

A vida é inviolável, diz a Constituição Portuguesa

 

O Papa Francisco interveio, no dia 15 de Abril, no debate sobre dois casos de doentes a que os médicos querem retirar o suporte artificial vital, apelando ao respeito pela vida.

O pontifíce referiu-se especialmente ao francês Vicent Lambert, que há dez anos vive exclusivamente com meios de suporte e hidratação artificiais no hospital de Reims; e ao pequeno Afie Evans, de 23 meses, internado em Liverpool, Inglaterra, com doença incurável e degenerativa que vai ser desligada das máquinas por ordem da justiça britânica. “São situações delicadas, muito dolorosas e complexas rezemos para que cada doente seja sempre respeitado na sua dignidade e cuidado de forma adequada à situação com o contributo de saúde, com grande respeito pela vida” sublinhou o Papa.

Também a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) apelou no dia 12 de Abril, em Fátima, a um diálogo sereno e humanizador face ao debate sobre a legalização da eutanásia no país, reafirmando a sua posição de “defesa intransigente da vida humana”. O presidente da CEP, D. Manuel Clemente, alertou em conferência de imprensa para o efeito de “rampa deslizante” nos países em que a eutanásia foi legalizada. “Abrindo essa porta, ela vai-se escancarar” assinalou o cardeal patriarca de Lisboa. O responsável insistiu na ideia de que a “eutanásia, não elimina a dor”, mas “ elimina a vida”.

O presidente da CEP realçou que a sociedade é chamada a “ estar ao lado das pessoas, sem desistir de ninguém, dando “ uma resposta capaz” a este problema do sofrimento na doença.

O comunicado final da última Assembleia Plenária realizada há dias em Fátima, recorda a posição assumida na sua nota pastoral de Março de 2016, bem como a recente exortação apostólica “alegrai-vos e exultai», denuncia a eutanásia encoberta de doentes e idosos privados de cuidados”.

Também a Associação dos Médicos Católicos Portugueses se manifestou recentemente contra a proposta de lei em favor de legalização da eutanásia apresentada pelo Bloco de Esquerda, considerando que a mesma “ afectará gravemente a relação médico-doente, isto porque, o poder de provocar ou antecipar a morte de alguém, ainda que a pedido do próprio, vai contra a própria medicina: é um poder que inevitavelmente destrói a medicina” revela uma nota do organismo.

Em 2017 deu entrada no Parlamento a petição “Toda a vida tem dignidade”, que contou com mais de 14 mil assinaturas. As associações católicas de enfermeiros e profissionais de saúde, de farmacêuticos, de professores, de juristas, de psicólogos e de médicos assinaram um comunicado conjunto em que exprimem o seu apoio a esta petição.

Os bispos portugueses sublinham a importância dos cuidados paliativos e dedicam uma parte do texto publicado em Março de 2016, ao tema da “sedação paliativa”, que não deve servir nunca para abreviar a vida do doente.

Também a nossa Constituição, que é a Lei Fundamental, diz que a “vida é inviolável”.

As necessidades dos doentes em fim de vida e terminais assentam essencialmente no alívio do sofrimento físico e psíquico, prestado por uma equipa devidamente capacitada, no apoio espiritual e no suporte afectivo através da família e amigos.

Ana Sofia Carvalho, directora do Instituto de Bioética da Universidade Católica Portuguesa, e que também faz parte do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, sublinhou que o que importa é salvaguardar, antes de mais, “ um conjunto de medidas que possam por mais e melhores cuidados paliativos” e sobretudo por “recentrar os cuidados de saúde nas pessoas, e não na doença das pessoas”

 

EDITORIAL

A propósito do debate da eutanásia

Fernando Brito       Editorial

OPINIÃO

Viva o 25 de Abril

Maria da Graça Sardinha
Editorial



Anúncios Imobiliários
 

Loja


Loja

Para: Venda
Castelo Branco, Castelo Branco

Consultar

Loja


Loja

Para: Venda
Castelo Branco, Castelo Branco

Consultar

Terreno


Terreno

Para: Venda
Assafarge e Antanhol, Coimbra

Consultar

Moradia para Restaurar


Moradia para Restaurar

Para: Venda
Sarzedas, Castelo Branco

Consultar

NC TV
 


Inquérito   Inquérito


Jornal Notícias da Covilhã Jornal Notícias da Covilhã - O semanário mais antigo do Distrito de Castelo Branco Jornal Notícias da Covilhã - O semanário mais antigo do Distrito de Castelo Branco, expertmedia, xmedia