Director Fernando Brito | Fundado em 1913 | Assinatura | Contactos | Publicidade | Ficha Técnica
Entrar | Registe-se | Ajuda
Banner Topo Direita
O semanário mais antigo
do Distrito de Castelo Branco
tempo 29 ºC
Covilhã
Sexta-Feira, 18 de Agosto
|
|
|
|
|
|
Subscrever RSS Feed RSS Feed
Onde estou? » Secções » Centrais

Adolfo acredita na vitória

2017-02-15
 


 
Candidato do CDS/PP à Câmara diz que "não veio" fazer turismo à Covilhã

 

 

Notícias da Covilhã- Porque aceitou o desafio do CDS para encabeçar a candidatura à Câmara da Covilhã?


Adolfo Mesquita Nunes- Porque considero que estando a cidade parada no tempo, e podendo eu dar um contributo para reverter esta situação, e tendo eu vontade de fazer isso na cidade em que cresci, aceitei com gosto e muita determinação. Aceitei o convite porque acho que posso ter projecto e liderança para voltar a colocar a Covilhã na frente.

 

Não nasceu cá, mas viveu cá…


Não nasci cá, como muita gente, que ia nascer a Lisboa. Mas vivi cá, cresci cá….

Até que altura?


Fiz a escola primária e parte do secundário. Depois, fui estudar para a faculdade, mas continuei a vir cá, aos fins-de-semana, e nas férias. Depois, a minha vida profissional deixou-me em Lisboa.

Já teve contacto de rua, com algumas pessoas. O que lhe dizem? Feedback é positivo?


Duvido que encontre algum entrevistado que diga que foi mau. Deixe que lhe seja sincero e honesto. Há pessoas que me perguntam o porquê, se seu estava de facto de volta. A todas respondi que não me meto num projecto apenas para vir passear. Ironizando com o cargo que exerci, não vim aqui fazer turismo. É um projecto muito aliciante, desafiante, vir à cidade onde cresci contribuir para que ela melhore.

Acredita que os covilhanenses o conhecem?


O mais importante é que conheçam o meu projecto, ideias e liderança. E é para isso que serve este período. Depois cabe a elas decidir quem é o melhor líder e projecto para a cidade. O que lhe digo é que se o melhor requisito para escolher um presidente de Câmara é quem cá vive há mais tempo, então fica por explicar porque é que a Covilhã está parada no tempo. Não é isso que define um bom candidato.

“Quem quer ajustes de contas, que vote noutro”


Acredita que pode ser uma candidatura vencedora?


Tenho dito sempre que tenho ambição máxima. Se ganhar, cumprirei o meu mandato. Se perder, cumprirei com vereador da oposição. Estou para ficar.

 

(Entrevista completa na edição papel)

 
João Alves
 
Tags:
Classificar artigo: 
   
 
Comente Comente     Imprimir Imprimir     Enviar artigo Enviar artigo
Para comentar esta notícia tem de ser um utilizador registado
Entrar ι Registe-se
!!SQL|3|open|select nome, email from REGISTO where id='@@CS|usrid@@'!! !!SQL|3|close!!
O Seu Nome:
O Seu E-mail:
O Nome do Amigo:
O E-mail do Amigo:
A sua Mensagem:
Código de Segurança:
Confirme o Código de Segurança.
Por favor insira os 6 caractéres que estão presentes na imagem.
A inserção dos caractéres é sensível a maiúsculas e minúsculas (case sensitivity).

EDITORIAL

Construtores da Paz

Fernando Brito       Editorial

OPINIÃO

A limitação de mandatos e a gestão pública

João Alves
Editorial

 


Anúncios Imobiliários
 

Terreno


Terreno

Para: Venda
Cernache, Coimbra

Consultar

Apartamento T5


Apartamento T5

Para: Arrendamento
Conceição, Covilhã

Consultar

Loja


Loja

Para: Arrendamento
Alcains, Castelo Branco

Consultar

Apartamento T2


Apartamento T2

Para: Venda
São Julião (Figueira da Foz), Figueira da Foz

Consultar

NC TV
 


Inquérito   Inquérito


Jornal Notícias da Covilhã Jornal Notícias da Covilhã - O semanário mais antigo do Distrito de Castelo Branco Jornal Notícias da Covilhã - O semanário mais antigo do Distrito de Castelo Branco, expertmedia, xmedia