Director Fernando Brito | Fundado em 1913 | Assinatura | Contactos | Publicidade | Ficha Técnica
Entrar | Registe-se | Ajuda
Banner Topo Direita
O semanário mais antigo
do Distrito de Castelo Branco
tempo 15 ºC
Covilhã
Terça-Feira, 17 de Outubro
|
|
|
|
|
|
Subscrever RSS Feed RSS Feed
Onde estou? » Secções » Religião

Bispo pede mais atenção às famílias

2017-02-08
 


 
Entrevista a D. Manuel

 

 

A Diocese optou por trazer para as jornadas de formação do clero o tema da Família, partindo da última exortação apostólica do Papa Francisco. Que pertinência tem este tema no momento?

 

D. Manuel Felício: A “Amoris laetitia” é uma nova forma de olhar para as realidades das famílias, com uma intuição diferente. Apesar de ser um documento onde se observa a tradicional doutrina da Igreja, abre um espaço para a formação das consciências, algo de novo que o Pontificado de Francisco nos trouxe. Este facto implica que os pastores possam ajudar os leigos a ser fiéis à sua consciência, sem lhes impor nada, mas ajudando na formação desta. Estas jornadas servem para esclarecer os sacerdotes a que possam informar as pessoas sobre muitas matérias que desconhecem, apresentar-lhes a doutrina da Igreja e depois estarem disponíveis para acompanhar naquilo que o Papa tanto pede: que todas as pessoas, implicadas num processo de insucesso matrimonial, possam fazer um exame de consciência sério. Este exame de consciência tem de colocar várias interrogações à pessoa: como se encara a opção pelo matrimónio, os filhos das relações anteriores, a justiça ou a injustiça sobre o cônjuge abandonado e como se sentem essas pessoas diante da comunidade. Diga-se porém, que nós não somos domesticadores, nem dominadores de consciências. A Igreja ajuda a formação das consciências e respeita as decisões que as pessoas tomam. Estas intuições que os dois últimos Sínodos sobre a família e a “Amoris laetitia” nos trouxeram são uma responsabilização para que a Igreja continue a acompanhar as famílias em todas as circunstâncias e dimensões.

 

Acha que a Igreja acompanha o pensamento e vontade do Papa na forma como se encaram os problemas relacionados com a família?

 

Não há dúvida que, dentro da doutrina tradicional, o Papa introduziu a novidade. Esta novidade prende-se com a atenção que a Igreja deve aos casais e aos casos concretos de famílias que fazem um caminho sob a luz de Deus. Tudo o que é novo, precisa de uma recepção. Por isso, aqui na Diocese, promovemos estes dois dias para recebermos os ensinamentos da Igreja.

 

(Entrevista completa na edição papel)

 
NC
 
Tags:
Classificar artigo: 
   
 
Comente Comente     Imprimir Imprimir     Enviar artigo Enviar artigo
Para comentar esta notícia tem de ser um utilizador registado
Entrar ι Registe-se
!!SQL|3|open|select nome, email from REGISTO where id='@@CS|usrid@@'!! !!SQL|3|close!!
O Seu Nome:
O Seu E-mail:
O Nome do Amigo:
O E-mail do Amigo:
A sua Mensagem:
Código de Segurança:
Confirme o Código de Segurança.
Por favor insira os 6 caractéres que estão presentes na imagem.
A inserção dos caractéres é sensível a maiúsculas e minúsculas (case sensitivity).

EDITORIAL

Construtores da Paz

Fernando Brito       Editorial

OPINIÃO

A limitação de mandatos e a gestão pública

João Alves
Editorial

 


Anúncios Imobiliários
 

Apartamento T2


Apartamento T2

Para: Venda
Santa Cruz, Coimbra

Consultar

Apartamento T4


Apartamento T4

Para: Venda
Castelo Branco, Castelo Branco

Consultar

Moradia Rústica T3


Moradia Rústica T3

Para: Venda
, Figueira da Foz

Consultar

Apartamento T4


Apartamento T4

Para: Venda
Tavarede, Figueira da Foz

Consultar

NC TV
 


Inquérito   Inquérito


Jornal Notícias da Covilhã Jornal Notícias da Covilhã - O semanário mais antigo do Distrito de Castelo Branco Jornal Notícias da Covilhã - O semanário mais antigo do Distrito de Castelo Branco, expertmedia, xmedia