Director Luís Freire | Fundado em 1913 | Assinatura | Contactos | Publicidade | Ficha Técnica
Entrar | Registe-se | Ajuda
Banner Topo Direita
O semanário mais antigo
do Distrito de Castelo Branco
tempo 20 ºC
Covilhã
Quarta-Feira, 19 de Dezembro
|
|
|
|
|
|
Subscrever RSS Feed RSS Feed
Onde estou? » Secções » Desporto

Relvados estão em mau estado

2018-12-05
 


 
Sporting da Covilhã teve de treinar no Fundão

 

A equipa do Sporting da Covilhã treinou toda a semana passada no piso sintético do Estádio Municipal do Fundão, porque nenhum dos campos municipais da Covilhã se encontravam em condições de ser utilizados.

 

Para poupar o relvado, na semana que antecedeu o encontro com o Moreirense os serranos não treinaram nenhuma vez no Estádio Santos Pinto, a sua casa, tendo apenas utilizado o Complexo Desportivo da Covilhã, que entretanto ficou mais degradado, com grandes áreas sem relva e zonas com lama. Segundo a autarquia, a chuva que caiu e a utilização intensiva são o motivo.

 

Embora elogie a adaptação do grupo às circunstâncias e a “boa resposta” dada pelos jogadores “ao nível da qualidade de jogo”, o técnico frisa que a situação condiciona o trabalho da equipa, por não poder treinar no campo onde joga.

 

“Isso prejudica o rendimento da equipa. Não é a preparação ideal, mas prefiro um bom sintético molhado do que um relvado neste estado. Este relvado [Complexo Desportivo] está lastimável. São muitas equipas a pisá-lo e os homens da relva não podem fazer milagres”, realçou hoje Filó, que em Outubro, quando chegou ao clube, já tinha lamentado o estado em que se encontrava o relvado.

 

A manutenção dos espaços compete à Câmara Municipal da Covilhã e José Miguel Oliveira, vereador com o pelouro do Desporto, explica o mau estado dos relvados com “a chuva e a utilização intensiva”.

 

“É uma situação perfeitamente normal, tendo em conta a utilização intensiva, que não é recomendável para esse tipo de campos. Aquilo que nós fizemos, em consonância com o Sporting da Covilhã, foi acertar que o campo número um iria ficar de quarentena, para podermos intervir e recuperar o relvado ao nível de tubos, plantação e areia”, adiantou.

 

(Notícia completa na edição papel)

 
Ana Ribeiro Rodrigues
 
Tags:
Classificar artigo: 
   
 
Comente Comente     Imprimir Imprimir     Enviar artigo Enviar artigo
Para comentar esta notícia tem de ser um utilizador registado
Entrar ι Registe-se
!!SQL|3|open|select nome, email from REGISTO where id='@@CS|usrid@@'!! !!SQL|3|close!!
O Seu Nome:
O Seu E-mail:
O Nome do Amigo:
O E-mail do Amigo:
A sua Mensagem:
Código de Segurança:
Confirme o Código de Segurança.
Por favor insira os 6 caractéres que estão presentes na imagem.
A inserção dos caractéres é sensível a maiúsculas e minúsculas (case sensitivity).

EDITORIAL

Quem não vive para servir…

Luís Freire       Editorial

OPINIÃO

Chamem a polícia...

João Alves
Editorial

 


Anúncios Imobiliários
 

Apartamento T2


Apartamento T2

Para: Venda
Buarcos e São Julião, Figueira da Foz

Consultar

Posto Abastecimento Combustível


Posto Abastecimento Combustível

Para: Venda
Seixo, Mira

Consultar

Apartamento T2


Apartamento T2

Para: Venda
Santo António dos Olivais, Coimbra

Consultar

Escritório


Escritório

Para: Arrendamento
Castelo Branco, Castelo Branco

Consultar

NC TV
 


Inquérito   Inquérito


Jornal Notícias da Covilhã Jornal Notícias da Covilhã - O semanário mais antigo do Distrito de Castelo Branco Jornal Notícias da Covilhã - O semanário mais antigo do Distrito de Castelo Branco, expertmedia, xmedia