Director Fernando Brito | Fundado em 1913 | Assinatura | Contactos | Publicidade | Ficha Técnica
Entrar | Registe-se | Ajuda
Banner Topo Direita
O semanário mais antigo
do Distrito de Castelo Branco
tempo 14 ºC
Covilhã
Quinta-Feira, 18 de Outubro
|
|
|
|
|
|
Subscrever RSS Feed RSS Feed
Onde estou? » Homepage

Há uma outra feira por trás da Feira de São Tiago

2018-07-20
 


 

Antes de as portas abrirem e de o movimento começar, há muito trabalho a fazer

 

As luzes coloridas ainda não acenderam. A sineta ou a buzina a indicarem o fim de cada volta não soam. A música num volume generoso não se ouve, nem os carris metálicos a circularem, as gargalhadas das crianças ou o choro dos mais pequenos que queriam dar mais uma voltinha. Isso é só depois, quando tudo estiver montado, as noites derem outra vida ao espaço e o burburinho se fizer sentir. Antes há muito trabalho a fazer, durante dias, para montar a Feira de São Tiago, que começou na sexta-feira, 14, e se prolonga até 25 de Julho.

 

José Nogueira, 68 anos, e a esposa, Deolinda, chegaram duas semanas antes. Há que requisitar água, luz, que tratar das burocracias e montar o equipamento. Com a esposa condicionada, há três anos, numa cadeira de rodas, tudo tem de ser feito com tempo.

 

“A segurança é o mais importante. Por isso temos de ter atenção desde a base, para não haver desequilíbrios”, comenta José Nogueira, de Marco de Canavezes, enquanto experimenta o carrocel e verifica os níveis.

 

A um dia do certame começar, o casal já não tem muito a fazer. Limpa o pó às diversões, faz as tarefas domésticas e descansa, nas cadeiras instaladas debaixo do toldo atado entre o camião, a rulote e a cabine da bilheteira, para mitigar o calor “deste Tarrafal”.

 

É assim que vão ser também passadas as próximas duas semanas, de dias longos de espera e noites que se desejam agitadas. “Há feirantes que vão passear, conhecer as terras à volta. Nós não podemos sair daqui. Não podemos abandonar as coisas. Sair, só para ir à farmácia, ou ao hipermercado”, conta Deolinda, a quem a doença não tirou o cumprimento caloroso, a postura afável e a boa disposição.

 

Há uma vida inteira que é este o seu ganha-pão.  “O meu filho, quando nasceu, saiu do hospital e foi para as feiras”, lembra Deolinda. Entretanto pararam, mas a reforma pouco acima dos 200 euros e a partida do filho para a Suíça fizeram-nos voltar ao negócio, incerto e com muitas despesas associadas, dos combustíveis, às portagens, passando pela inscrição de 800 euros na feira, queixa-se Deolinda, receosa de as condições meteorológicas afastarem a clientela. “Se chove, não se ganha nada”, vinca.

 

Reportagem completa na edição impressa do NC.

 
Ana Ribeiro Rodrigues
 
Tags: feira de são tiago, feirantes, covilhã, feiras.
Classificar artigo: 
   
 
Comente Comente     Imprimir Imprimir     Enviar artigo Enviar artigo
Para comentar esta notícia tem de ser um utilizador registado
Entrar ι Registe-se
!!SQL|3|open|select nome, email from REGISTO where id='@@CS|usrid@@'!! !!SQL|3|close!!
O Seu Nome:
O Seu E-mail:
O Nome do Amigo:
O E-mail do Amigo:
A sua Mensagem:
Código de Segurança:
Confirme o Código de Segurança.
Por favor insira os 6 caractéres que estão presentes na imagem.
A inserção dos caractéres é sensível a maiúsculas e minúsculas (case sensitivity).

EDITORIAL

Situação demográfica: Passar das intenções à ação

Fernando Brito       Editorial

OPINIÃO

Tempos que correm

Sérgio Gaspar Saraiva
Editorial

 


Últimas
Mais comentados
Mais lidos

Carina Franco, António Santos Pereira, Manuel Romano, Carlos Geraldes, Arménio Baltazar, José Alfredo Costa e Carlos Elias, a título póstumo, são os nomes votados por unanimidade

Anúncios Imobiliários
 

Apartamento T2


Apartamento T2

Para: Venda
Covilhã e Canhoso, Covilhã

Consultar

Apartamento T2


Apartamento T2

Para: Venda
Covilhã e Canhoso, Covilhã

Consultar

Terreno Rústico


Terreno Rústico

Para: Venda
Friúmes e Paradela, Penacova

Consultar

Terreno Rústico


Terreno Rústico

Para: Venda
Benquerenças, Castelo Branco

Consultar

NC TV
 


Inquérito   Inquérito


Jornal Notícias da Covilhã Jornal Notícias da Covilhã - O semanário mais antigo do Distrito de Castelo Branco Jornal Notícias da Covilhã - O semanário mais antigo do Distrito de Castelo Branco, expertmedia, xmedia